A Virtus.pro conquista o título da ESL One, a paiN Gaming, o mundo

 Novidades
  • ACOMPANHE AS NOVIDADES TAMBÉM PELAS NOSSAS REDES SOCIAIS!

Neste domingo (27), a Virtus.pro se consagrou tricampeã da ESL One, ao bater os americanos da Optic Gaming por 3 a 0. A conquista, de forma invicta, reforça o excelente momento dos russos e os coloca como favoritos ao título do The International, podendo assim, quebrar a tradição do revezamento de regiões campeãs com dois Aegis seguidos para o ocidente.

A Grande Final não foi tão apertada quanto os fãs esperavam. A VP foi implacável, mostrando que neste momento, estão acima de todas as outras equipes no circuito profissional. Este é o quarto titulo Major da organização nesta temporada, eles já somam 10347 pontos no rank do Pro Circuit, onde ocupam com folga, a primeira colocação.

Esta também é a terceira Mercedez-Benz que a equipe, conquistada com o titulo de MVP. A empresa automotiva é patrocinadora do evento e garante um carro personalizado para o melhor jogador da competição. Depois de Alexei “Solo” Berezin e Vladimir “RodjER” Nikogosyan, chegou a vez de Vladimir “No[o]ne” Minenko por as mãos na maquina alemã.

.

Brasileiros fazendo história

A paiN Gaming conclui uma campanha histórica para o Brasil no evento, garantindo a melhor colocação de um time sul-americano em Majors. Após derrotar o Team Liquid em duas séries, com direito a outdraft nos atuais campeões do mundo, foi a vez da Mineski enfrentar os brasileiros nos playoffs.

Mushi, Icex3 e cia vinham mantendo uma boa regularidade após sua conquista em Bucarest, mas as estrelas do sudeste asiático esperavam a força e o domínio da paiN e se viram fora da competição.

Após a derrota para a VP, a disputa pelo terceiro lugar foi contra a FNATIC, que manteve a pressão, apertou a série, mas acabou derrotada.

Foram momentos incríveis que, assim como nós, a torcida que esteve do lado da paiN dentro do Birmingham Arena e os amantes desse jogo incrível jamais vão esquecer.

Com o terceiro lugar, os jogadores da paiN Gaming receberam 100.000 dólares e 225 pontos, os primeiros do país no circuito profissional de Dota. Infelizmente, além de insuficientes, estes pontos não contam, já que a equipe fez alterações em sua formação fora da janela de transferências e está desqualificada do Pro Circuit.

Os brasileiros deixam claro que houve evolução. Que enfrentando os melhores do mundo e a onda de criticas dos torcedores após as derrotas, há evolução sim.

Ninguém mais abalizado para falar isso como Gabriel “FalleN” Toledo e deixar o recado…


O resultado trás uma responsabilidade gigante, agora, a paiN Gaming tem pela frente um longo e árduo desafio de passar pelas qualificatórias abertas e a regional fechada para chegar ao The International 8. A disputa começa em 14 de junho, e segue até o dia 25.


Acompanhe as notícias mais importantes do cenário competitivo de Dota 2 com o Last Hit

Pular para a barra de ferramentas