Sobre o Last Hit

 Novidades
  • ACOMPANHE AS NOVIDADES TAMBÉM PELO NOSSO FACEBOOK!

Uma das primeiras coisas que você aprende quando aquele amigo que você só encontra no Steam te convida para jogar Dota 2 é que você precisa dar o último golpe nos monstrinhos para conseguir dinheiro. O famoso Last Hit. Mas essa é de longe a última coisa que você vai aprender sobre o jogo.

Logo você percebe que Dota 2 é muito maior do que você imagina. Ainda tentando acertar seus Last Hits, você descobre que esse jogo é um esporte, e que tem muita gente no mundo todo ganhando a vida fazendo o que você não consegue fazer quando rolam as tretas entre heróis. Se essa treta é 5×5, você aprende logo depois, ela se chama teamfight. Logo você aprende também que esse jogo consome almas, destrói vidas sociais e que existe um motivo muito claro para aquele seu amigo dar as caras no Steam, e nunca fora dele.

Quando o vício bate forte, e você quer aprender mais, você corre para a internet em busca de informações. Dicas, guias, notícias sobre esse jogo tão infinito e complexo. Você quer saber quem ganhou aquele campeonato. Você quer discutir qual é o melhor herói/item/estratégia para lidar com aquele herói/item/estratégia. Você quer entender onde colocar suas wards. Você quer ver os cosméticos mais bonitos para o seu herói favorito. Você quer, no fim das contas, respirar Dota.

E é para isso que existe o Last Hit, um site criado para todos aqueles que ainda vão gastar muitas horas da vida tentando aprender como dar o último golpe nos monstrinhos para conseguir dinheiro. Nós estamos aqui para saciar seu vício, ensinar novos jogadores, acompanhar os cenários competitivos e, se tudo der certo, crescer o alcance que esse joguinho incrível tem aqui no Brasil. Porque faz falta, e não dá mais para botar a culpa na Valve.


 

QUEM ESCREVE

Sab

 Felipe “Sab” Sabino

Felipe conheceu DotA: All Stars quando o Riki ainda tinha uma (Death) Ward, o Roshan não possuía uma caverna e as pessoas preferiam jogar mapas de Tower Defense. Mais tarde, caminhou nas salas da Battle.net, migrou para o Garena com seus gringos malucos e hoje se aventura pelos servidores da Valve, em uma cruzada pessoal que visa compreender a lógica e o sentido de Dota 2 e seus jogadores. Acredita que o Last Hit é o espaço ideal para valorizar o e-sport nacional, difundir ideias e aprender com a experiência da comunidade.
 

Geovane_Equipe_LastHit

Geovane “g3k” Maia

Apaixonado por Warcraft 3, e o bom e velho RPG de mesa, já colocou os heróis do mod Defense of the Ancients para defender sua masmorras diversas vezes até começar a jogar DOTA 2, administrava o blog Web4FuN Games e agora é Redator na Last Hit, enquanto anda por este mapa escuro e sem wards que é a vida. Ama a família, amigos, Dota 2, dados de RPG, Nu-Metal e cerveja.

  

Guaxinim_Equipe_LastHit

Vitoria “Guaxinim” Otero

O guaxinim, também chamado mapache, é um mamífero da família dos procionídeos. O Guaxinim dorme o dia todo e sai à noite para procurar comida. Ele persegue sua presa em águas rasas ou no chão, arranhando, virando e examinando de perto assim que a vítima é capturada. No entanto, ele só a consome se o cheiro for aprovado por seu apurado faro. É muito adaptável e hoje é encontrado também em áreas urbanas.

   


 

MEMBROS INATIVOS

Marcus “Malkkav” Oliveira

Durante suas aventuras nas trincheiras do jornalismo de games, Marcus descobriu e se apaixonou por Dota 2. Com um talento imenso para transformar doença em profissão, não demorou muito para ele idealizar este site. Aproveitando a experiência que acumulou trabalhando no Kotaku Brasil, Marcus toca o Last Hit na esperança de ajudar a evoluir o cenário nacional do Dota. Se cruzar com ele, libera a mid e não picka Invoker.

  

Barbara_Equipe_LastHit

Bárbara “Bah” Gutierrez

Em 2009, Bárbara começou a se aventurar pelo mundo do Dota. Aguentou (sabe-se lá como) o Garena e seus russos loucos, até que finalmente conseguiu sua chave de acesso para o Dota 2… onde ainda tem que aguentar um russo louco eventual. Unindo suas duas maiores paixões – jogar e escrever -, ela quer mostrar ao público do Last Hit que uma garota pode muito bem chutar bundas dentro do Dotinha.

  

IvesAguiar_Equipe_LastHit

Ives “Hywes” Aguiar

Ives está desde 2008 tentando sobreviver nessa vida de escrever sobre jogos eletrônicos estilo videogame. Ele vive um constante conflito interno fracassando em dominar a antiga arte de bater em creeps para pegar dinheiro. Usa o Last Hit como um grande laboratório para melhorar seus textos e saber mais sobre esse mundo louco que é o Dota 2. Não vacila, se não é report. Nem pede para comendar. Sério.

  

kakko

Caio “Kakko” dos Santos

Kakko começou no Dota há muito tempo. Desde a saudosa época de Garena e de frases como “pinga host kitter”, “abre vaga amigo vindo” e “PDG, PDG, PDG”. Infelizmente, passa por um sério problema de Benjamin Button com o Dota 2, pois regrediu a tal ponto que não serve nem pra ser Ward ambulante. Acredita que pode desenvolver bons vídeos e entretenimento para a mais fiel e engajada comunidade do mundo, a comunidade de Dota  2. VAI Puppey ! VAI CURITCHA

 

overlh

Eric “Overfeeder” Candido

Historiador cuja tese é “O estudo da história e sua utilização na produção de jogos eletrônicos”. Overfeeder é apaixonado por jogos desde os tempos de infância. Não poderia ser diferente com Dota2, jogador desde garena times, vem aprimorando a arte ancestral do feed desde os tempos mais primordiais.  Há pouco tempo encontrou boas energias como narrador e broadcaster. Sua vida girou em torno dos jogos, esse é seu estilo de vida, seu futuro certamente está intrinsecamente ligado aos E-sports.

  

zerolh

Gabriel “Zero” Julião

Desde criança, Zero viveu no mundo dos games: Aos 6 anos estava coletando as Esmeraldas do Caos para derrotar o Dr. Robotnik; aos 10 virou treinador Pokémon e derrotou a Elite 4; aos 16 se tornou um Mestre da Keyblade; aos 18 entrou para o Third Street Saints, e aos 20 foi exilado da terra de Wraeclast. Agora, de Wards numa mão e Force Staff na outra, se junta a Batalha dos Anciões em busca de mais aventuras… Ah, e para escrever para o Last Hit também.

 

Bruno_Equipe_LastHit

Bruno “camizaz” Lupiano

Após se frustrar tentando jogar Dota competitivamente, Camizaz decidiu abandonar os pequenos campeonatos em que participava e colaborar com a comunidade no que mais sentia falta: notícias ! Ao mesmo tempo em que ajudava o No$gb em seu blog e em organizações de competições, não perdeu seu vínculo com os times e passou também a atuar como manager da equipe Army Of Five.
 
Pular para a barra de ferramentas